BuscaVisao

Hamblecheya

Que na língua Lakota quer dizer “chorando por uma visão”. A Busca de Visão é um ato de humildade e entrega em estado de silêncio interno. O buscador acessa sua força interior, desperta os poderes do seu Eu e acessa a visão da sua busca com a guiança e orientação que vem do Grande Mistério.

Desde que os povos nativos foram colocados sobre a Mãe Terra, a Busca de Visão tem sido parte importante de suas práticas espirituais. Este rito é ainda hoje praticado por diversas tribos.

É importante que em algum momento de nossas vidas tomemos um tempo para estarmos mais profunda e silenciosamente conectados com nós mesmos, com as forças da natureza e entregues ao grande mistério da vida; é importante que “choremos” por uma visão, uma orientação, uma cura, uma ajuda por um maior entendimento da vida e do elo sagrado que une todos os seres para fortalecer o espírito e o propósito sagrado de cada um.
A Busca de Visão é uma oportunidade para rezar e agradecer pela vida e, de alguma forma, para poder dar-lhe uma ordem, um equilíbrio e uma melhor perspectiva.

Durante quatro dias e quatro noites, o buscador de visão fica no alto da montanha, entregue ao Criador, à mãe Terra e aos elementos da natureza, a origem e o sustento da vida em confiança, fé, humildade e reverência para pedir por visão. Se o buscador de visão estiver atento, a mensagem do Criador virá.  Às vezes essas mensagens vêm em forma de animal, pedra, vento, chuva ou em outras aparições, como nuvens.  Somente através da observância pode-se ver e ouvir as mensagens e instruções do Criador.  Nenhum sinal deve ser desprezado, pois o Criador fala por meio de todas as coisas.

Cerimônia conduzida por Adriana Ocelot, com suporte espiritual de Wakya Um Mani, Andrea Atekokoli, Grandma Shirley Barkley, abuelo Alfonso Castillo. Com a presença do Conselho da Busca de Visão e Grupo Nawi Ollinkan – pessoas que desde o primeiro ano trabalham por essa cerimônia – e, também, de buscadores de visão e alguns dançantes do sol portadores de Chanumpa

Não é necessário que o buscador de visão e os participantes do grupo de apoio façam um compromisso com o caminho espiritual nativo, o Caminho Vermelho da Chanumpa, mas é fundamental que tenham uma identificação com as medicinas deste caminho, uma busca comprometida com o crescimento espiritual e respeite o protocolo da cerimônia.

Para aquele que sente o chamado de trilhar o Caminho Vermelho, tornando-se um portador de Chanumpa, subir a montanha por quatro vezes seguidas é imprescindível como rito de passagem de iniciação e um pré-requisito para chegar a Dança do Sol, podendo daí tronar-se um condutor de cerimônias

Nossa Busca de Visão, que acontece anualmente de 19 a 23 de Abril, está em aliança com a Dança do Sol na Colômbia sob chefia de abuelo Alfonso Castillo na linhagem do chefe dos chefes Leonard Crow Dog. Buscadores de visão que completam o ciclo de 4 anos são bem vindos a acompanhar-nos na Dança do Sol bem como toda equipe de apoio.

Data: anualmente de 19 a 23 de Abril ( feriado de Tiradentes e São Jorge) nas terras altas da Mantiqueira – Itamonte – MG

Em respeito e reverência a essa cerimônia, a Busca de Visão não é um workshop aberto ao público. Para ser Buscador de Visão ou Apoiador é preciso ter um chamado, uma identificação e uma vivência nesse caminho, ter participado de Temazkal ou de alguma cerimônia e ter permissão da dirigente.

PARA SUBIR A MONTANHA É PRECISO:

  • Dedicação e comprometimento;
  • Responder a um chamado e seguir um propósito espiritual;
  • Seguir o protocolo da cerimônia;
  • Seguir as orientações de preparo;
  • Participar da montagem do acampamento.

GRUPO DE APOIO:

Os que ficam no acampamento no grupo de apoio são essenciais para os que sobem a montanha, desempenhando um papel muito importante. O apoio espiritual é vital para o buscador já que durante esse período as emoções alcançam o ápice para um ser humano. Aqueles que sustentam o acampamento devem sempre agir com reverência, mantendo o acampamento e a si mesmos em um continuo estado de vigilância. O apoio é um serviço, uma oferenda aos que estão na montanha em Busca de Visão.
Durante os quatro dias, estamos em uma comunidade, cumprindo as funções de cuidado com o Fogo Sagrado, que permanece acesso durante toda a cerimônia, executando tarefas do acampamento e colocando força do espírito nos quatro momentos cerimoniais diários da Busca de Visão.

PROTOCOLO:

Orientações a respeito do protocolo da cerimônia para buscadores e apoio serão dadas durante os encontros de preparo nos Temazkales agendados. Para aqueles que estão fora do RJ, orientações serão dadas à distância

NOSSO GRUPO:

Tem o compromisso de preservar a integridade desta e de todas as formas de ritual da tradição nativa americana. A Busca de Visão é uma cerimônia ancestral que está entre os Sete Ritos Sagrados Lakota, conduzida em sua forma originária e por liderança autorizada para tal.

DATA:

Anualmente de 19 a 23 de Abril ( feriado de Tiradentes e São Jorge) nas terras altas da Mantiqueira – Itamonte – MG

Informações:

medicinasdaterra@gmail.com